A Biblioteca da Meia-Noite - Resenha de Livro

 

Os itens da imagem estão sobre um fundo cinza-azulado. Dolado direito há o livro do Matt Haig, "A biblioteca da meia-noite!. Ele tem a capa com fundo preto e repleta de livros, como que em uma estante. Os livros são em diversos tons de verde, e usam tinta que brilha no escuro - é lindo! Do lado esquerdo, na parte superior, há uma xícara de café com leite sobre um pires. Ambos são brancos. O pires é quadrado do lado esquerdo e forma uma leve onda arredondada do lado direito. Abaixo, bem alinhadas, três mini canetas marca-texto da Stabilo nas cores verde, laranja e lilás.


O livro A Biblioteca da Meia-Noite, do escritor Matt Haig, foi uma grata surpresa. Ao contrário de todas as expectativas que depositei sobre este livro - logo explico o motivo - me senti acolhida e acarinhada por esse livro. E saí dele com uma imensa vontade de viver muito.

A Biblioteca da Meia-Noite - Informações bibliográficas

O livro A Biblioteca da Meia-Noite foi lançado em setembro de 2021, e já soma mais de 2 milhões de exemplares no mundo todo.

No Brasil, ele foi lançado pela editora Bertrand Brasil e já está em sua 6ª edição. 

A capa é um mimo à parte. O título tem lindos detalhes holográficos, e diversos livros da estante que ilustra a capa são pintados com tinta que brilha no escuro. Uma lindeza só! Sobre um fundo preto, o destaque é incrível!

A estrutura do livro A Biblioteca da Meia-Noite

O livro é dividido em capítulos, em sua maioria bem curtos. Eu gosto porque assim consigo um ritmo bom de leitura e não fico frustrada quando tenho menos tempo, pois não preciso deixar nenhum capítulo lido pela metade. 
A leitura é fluida, com uma linguagem simples, mas que prende nossa atenção, nos fazendo querer ler "só mais um pouquinho", rs.

Do que trata o livro do Matt Haig

O livro conta a história de Nora Seed, uma mulher de 35 anos, cheia de talentos. Contudo, apesar de tantos talentos, ela tem muito poucas conquistas para comemorar. Isso a torna uma pessoa triste, pois traz consigo muitos arrependimentos sobre as oportunidades perdidas. Isso a faz sempre se fazer aquela pergunta clássica: "o que teria acontecido se...". Quem nunca se fez essa pergunta?

A vida dela é viver num trabalho meia boca em uma loja de música, sua pequena casa e seu gato Voltaire. Contudo, tudo começa a ruis - ainda mais - quando ela é demitida e seu gato morre atropelado. É nesse momento em que ela decide colocar fim a tudo.

No entanto, as coisas não acontecem como o planejado, e ela acaba indo parar na Biblioteca da Meia Noite. Este é um lugar onde ela tem uma oportunidade ímpar: viver todas as vidas que poderia ter vivido se tivesse feito escolhas diferentes. 

E então Nora se vê nesse lugar de poder se desfazer de arrependimentos, voltar no tempo, consertar o que não deu certo. Vivendo outras vidas aqui e acolá, fica a pergunta: será que essas vidas são realmente melhores do que a vida que Nora tem?

A imagem mostra uma máquina de datilografia preta, antiga, sobre uma mesa de madeira. Dela sai uma folha branca com um trecho do livro "A Biblioteca da Meia-Noite".


Minha opinião sobre o livro

O livro A Biblioteca da Meia-Noite, do Matt Haig, é o segundo livro que leio do autor - o primeiro foi o Observações sobre um planeta nervoso. Antes de lê-lo, ouvi diversos comentários como "se prepare", "esse livro é pesado" e outros do tipo. Então já fui com a alma preparada para isso. Contudo, levando em consideração o conjunto todo da obra, ele me soou mais como um livro sobre esperança.

É claro que o primeiro momento do livro é impactante. Afinal de contas, Nora se vê tão sem rumo e deprimida que decide tirar a própria vida. Quem já passou pela depressão a ponto de nada mais fazer sentido - me incluo nessa - pode se identificar com muitos pontos. No entanto, a mensagem do livro ultrapassa esse início difícil.

A pergunta que fica é sempre "será que uma vida diferente da minha seria necessariamente melhor?". Então, nem sempre. A vida tem tantas nuances, que a verdade é que se prender ao passado é a melhor forma de não conseguir olhar à frente por tempo suficiente para aproveitar essa caminhada. 

Eu sublinhei muitos trechos do livro - alguns desses insights estão espalhados neste post, em forma de citações. Ele traz muitas reflexões, e eu acho difícil sair desse livro sem mudar um pouquinho a nossa perspectiva sobre nossa própria vida, sabe?

Esse é um livro que, portanto, eu recomendo muito.

A imagem de fundo mostra uma mesa com uma toalha creme. Sobre ela aparece um pedaço de um livro qualquer e há uma xícara de café ao centro. No entanto, a maior parte desse fundo está coberta pelo treco do livro "A Bibioteca da Meia-Noite"


Onde encontrar o livro A Biblioteca da Meia-Noite

Por ser um best seller, é muito fácil encontrar o livro na grande maioria das bibliotecas e livrarias. No entanto, economicamente falando, eu acabo sempre preferindo a compra pela internet. Os valores são bem mais gentis. E se você, assim como eu, for um assinante do serviço Prime da Amazon, comprar ali ainda te poupa do frete - ponto a favor. 

A versão física do livro A Biblioteca da Meia-Noite está sendo comercializada hoje por R$ 36,80 na Amazon. Porém, se você tem um e-reader como o Kindle, por exemplo, pode levá-lo por um preço bem mais amigo: R$ 14,90 hoje. Lembrando que esses valores podem sofrer variações conforme a data em que você está lendo este artigo, certo?

Considerações finais

Este livro definitivamente entrou para a lista dos livros que eu quero que estejam sempre na minha estante. Seja pela capa belíssima, seja pelo conteúdo inspirador. 

Você já leu esse livro? Se sim, conta pra mim nos comentários. Vou amar saber sua opinião. 

Finalizo com um dos meus trechos favoritos do livro: 

"É fácil lamentar as vidas que não estamos vivendo. Fácil desejar que tivéssemos desenvolvido outros talentos, dito "sim" para diferentes convites e ofertas. Fácil desejar ter trabalhado mais, amado mais, cuidado melhor das finanças, ter sido mais popular, feito parte de uma banda, ido à Austrália, dito sim para o café ou frequentado mais daquelas malditas aulas de ioga.

[...]

Obviamente não podemos visitar todos os lugares, nem conhecer todas as pessoas, nem fazer todos os trabalhos, mas muito do que nós sentiríamos em qualquer vida está disponível para nós. Não precisamos jogar todos os jogos para saber qual é a sensação de vencer. (...)Amor, riso, medo e dor são moedas universais.

Nós precisamos apenas fechar os olhos e saborear o gosto da bebida diante de nós e ouvir a música enquanto toca. Estamos tão completa e totalmente vivos como estamos em qualquer outra vida, e temos acesso ao mesmo espectro emocional.

Precisamos ser somente uma pessoa.

Precisamos sentir apenas uma existência."


Um beijo!




Os itens da foto no merio da imagem estão sobre um fundo cinza-azulado. Dolado direito há o livro do Matt Haig, "A biblioteca da meia-noite!. Ele tem a capa com fundo preto e repleta de livros, como que em uma estante. Os livros são em diversos tons de verde, e usam tinta que brilha no escuro - é lindo! Do lado esquerdo, na parte superior, há uma xícara de café com leite sobre um pires. Ambos são brancos. O pires é quadrado do lado esquerdo e forma uma leve onda arredondada do lado direito. Abaixo, bem alinhadas, três mini canetas marca-texto da Stabilo nas cores verde, laranja e lilás.


0 pessoinhas estiveram aqui